Cronologia do Pentecostalismo Brasileiro

Precursores (1730-1910)

1730-1755 – Primeiro Despertamento nos EUA (Período de 25 anos);

1790-1840 – Segundo Despertamento nos EUA (Período de 50 anos);

1850-1920 – Terceiro Despertamento nos EUA (Período de 70 anos);

1901 – Movimento Pentecostal em Topeka, KA, EUA: Charles Parham;

1906 – Movimento Pentecostal em Los Angeles, CA, EUA (Azusa Street – antigo templo da Igreja Metodista Episcopal Africana): William J Seymour, conversão de W. H. Durham, pastor batista, que se converte ao Pentecostalismo

Primeira Onda (1910-1945)

1910
Movimento Pentecostal chega a São Paulo e Paraná com o italiano Luigi Francescon, discípulo de W. H. Durham: levou à organização da Congregação Cristã no Brasil (CCB);
Vide:
http://www.cristanobrasil.com/

1911
Movimento Pentecostal chega a Belém do Pará, com Daniel Berg e Gunnar Vingren, discípulos de W. H. Durham: levou à organização da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Brasil (IEADB), com uma cisão da Igreja Batista (local) em que estavam pregando, por gentileza do pastor, outro sueco.
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Assembleia_de_Deus_(Brasil)

Segunda Onda (1945-1975)

1946
Igreja Evangélica do Avivamento Bíblico (IEAB), com Mário Roberto Lindstron, Oswaldo Fuentes e Alídio Flora Agostinho, em São Bernardo do Campo (Rudge Ramos), na propriedade da Igreja Metodista do Brasil;
Vide:
http://www.avivamentobiblico.com/index.php/2013-11-11-16-47-39/quem-somos

1951-1953
Cruzada Nacional de Evangelização / Igreja Brasileira do Evangelho Quadrangular (IBEQ), vinculada à International Church of the Four-Square Gospel, com Harold Edwin Williams e Raymond Boatright, em São João da Boa Vista, SP;
Vide:
http://primeiraigrejavirtual.com.br/2011/04/08/as-igrejas-oriundas-da-cruzada-nacional-de-evangelizao-parte-1/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_do_Evangelho_Quadrangular

1955
Igreja Evangélica Pentecostal “O Brasil para Cristo” (IEPBPC), com Manoel de Mello e Silva, em São Paulo, SP (no bairro Pompeia);
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Evangelica_Pentecostal_O_Brasil_Para_Cristo

1960
Igreja Pentecostal (ou Cristã) de “Nova Vida” (IPNV), com Robert McAlister (canadense), no Rio de Janeiro, RJ;
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Cristã_de_Nova_Vida

1962
Igreja Pentecostal “Deus é Amor” (IPDA), com David Martins Miranda, em São Paulo, SP (Vila Maria, Conde de Sarzedas, Av do Estado / Baixada do Glicério)
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Pentecostal_Deus_é_Amor

1964
Casa / Tabernáculo da Bênção – Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus (ITEJ), com Doriel de Oliveira, em Belo Horizonte, MG, cisão da Igreja Pentecostal “O Brasil para Cristo”;
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Catedral_da_Bênção

1967
Igreja Metodista Wesleyana, criada por  Gessé Teixeira de Carvalho, em Petrópolis, RJ; tem vínculos com a Igreja Metodista, com a Igreja Holiness, e com o Movimento Pentecostal;
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Metodista_Wesleyana

1967
Igreja Batista Renovada, formada pela cisão da Confederação Batista Brasileira, de 1907, e formação da Confederação Batista Nacional (CNB), em 1958, em Belo Horizonte, MG, e oficializada como denominação em 1965-1967, pelo pastor Enéas Tognini (falecido ontem, dia 9/9/2015, com 101 anos de idade). A CBN inclui a Igreja Batista da Lagoinha, a “sub-denominação” Igreja Batista do Povo (IBP), etc.;
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Batista
https://pt.wikipedia.org/wiki/Convenção_Batista_Nacional, e https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Batista#Igrejas_Batistas_no_Brasil

1969
Igreja Evangélica Cristã Presbiteriana, criada em São Paulo, SP, por Odécio Egydio, sua mulher Leonor Lima Egídio, Daniel Cândido de Oliveira e sua mulher Ivone Flauzino de Oliveira, egressos da Igreja Presbiteriana Independente na Vila das Mercês, em São Paulo, SP. É uma denominação pequena, de caráter renovado.
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Evangélica_Cristã_Presbiteriana
http://www.portaliecp.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1&Itemid=8

1972
Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil (IPRB), formada pela fusão de duas outras denominações recém criadas:
+ uma denominação egressa, em 1968, da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), com o nome de Igreja Cristã Presbiteriana (ICP);
+ outra denominação egressa, em 1972, da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil (IPIB), com o nome de Igreja Presbiteriana Independente Renovada (IPIR).
Vide:
http://www.iprb.org.br/Quem_somos.htm

Terceira Onda (1975-presente) [Movimento “Neo-Pentecostal”]

1977
Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), com Edir Macedo e Romildo Ribeiro (R. R.) Soares (cunhado de Edir Macedo), ambos oriundos da Igreja Pentecostal (Cristã) de Nova Vida
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Universal_do_Reino_de_Deus

1980
Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD), com Romildo Ribeiro (R. R.) Soares (cunhado de Edir Macedo), oriundo da Igreja Pentecostal (Cristã) de Nova Vida; é uma cisão da Igreja Universal do Reino de Deus, fundada no Rio de Janeiro, RJ, hoje com sede em São Paulo, SP
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Internacional_da_Graça_de_Deus

1986
Igreja Apostólica Renascer em Cristo, fundada em 1986 por Estevam Hernandes e Sônia Hernandes, em São Paulo, SP
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Renascer_em_Cristo

1998
Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), fundada em 1998, por Valdemiro Santiago, numa cisão da Igreja Universal do Reino de Deus;
Vide:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Mundial_do_Poder_de_Deus

Crenças Básicas

Com pequenas variações de redação, essas igrejas creem, fundamentalmente:

  • na existência de um só Deus, que se manifesta ao mesmo tempo na Trindade do Pai, Filho e Espírito Santo;
  • na segunda vinda de Cristo;
  • no Arrebatamento;
  • na salvação pela fé em Cristo (Solus Christus);
  • na existência do céu (vida eterna) e do inferno (segunda morte);
  • na salvação pela fé (Sola fide);
  • na Bíblia como a escritura infalível, escrita por homens inspirados por Deus (Sola scriptura);
  • na Igreja como corpo do qual Cristo é a cabeça;
  • no batismo nas águas por imersão;
  • no Batismo pelo Espírito Santo;
  • nos Dons do Espírito Santo;
  • na Santa Ceia;
  • na libertação de pessoas oprimidas por espíritos malignos;
  • na devolução do dízimo e ofertas alçadas;
  • na prosperidade como uma das promessas de Deus;
  • na cura de todas doenças através do sacrifício de Cristo;
  • na remissão dos pecados (expiação) através do sacrifício de Cristo;
  • e no novo nascimento em Cristo.

(Crenças Básicas apud https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Internacional_da_Graça_de_Deus)

Tendências e Mutações Importantes ao Longo do Tempo

Enfraquecimento de algumas das ênfases tradicionais que separavam as Igrejas Pentecostais das Igrejas Protestantes históricas, como, por exemplo, a expectativa do fim do mundo iminente (segunda vinda de Cristo), o falar em línguas, a profecia, os milagres;

Enfraquecimento de princípios teológicos tradicionais da Reforma Protestante, como o Sola Scriptura (substituído pelas revelações individuais), o Sola Gratia (substituído pela necessidade de esforço e mesmo sacrifício pessoal), o sacerdócio universal dos crentes (substituído pela lideranças forte e carismática;

Adoção de uma moralidade mais “leve” e flexível, admitindo-se até mesmo a dança no culto;

Manutenção de algumas das ênfases tradicionais, como a cura espiritual e o exorcismo, que persistem em diferenciar as Igrejas Pentecostais das Igrejas Protestantes históricas;

Introdução de novas ênfases: saúde do corpo, saúde psíquica, relacionamento conjugal,  prosperidade e sucesso material (que representa o milagre mais importante);

Eleição de um novo inimigo: não mais as Igrejas Protestantes históricas (que parecem não oferecer concorrência séria), mas os cultos de origem afro-brasileira;

Valorização de elementos da cultura popular;

Uso extremamente eficaz das tecnologias de comunicação, em especial rádio e televisão, mas, também, ultimamente, da Internet e, em especial, das redes sociais;

Visão empresarial e de mercado do trabalho eclesiástico.

(Apud Leonildo SIlveira Campos, “Protestantismo Histórico e Pentecostalismo no Brasil: Aproximações e Conflitos”, in Na Força do Espírito: Os Pentecostais na América Latina: Um Desafio às Igrejas Históricas)

Implicações para o Protestantismo Histórico

Protestantismo Histórico Pentecostalizado?

Pentecostalismo Assumindo Características do Protestantismo Histórico?

Fortalecimento de Ambos com Atuais Caracterísicas?

Enfraquecimento de Ambos com Atuais Características?

(Vide Leonildo SIlveira Campos, “Protestantismo Histórico e Pentecostalismo no Brasil: Aproximações e Conflitos”, in Na Força do Espírito: Os Pentecostais na América Latina: Um Desafio às Igrejas Históricas)

Em São Paulo, 10 de Setembro de 2015

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s